Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais

Ciclo de Gestão 2021-2026

cabecalho-site.jpg

 

  • Infografico - WEB - teste.jpg

    1ª Etapa

    A Resolução CNJ 325/2020 dispôs sobre a Estratégia Nacional do Poder Judiciário 2021-2026, apresentando diversas diretrizes com as quais o Planejamento Estratégico deve estar alinhado.

    Após sua publicação, o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais realizou uma Reunião de Análise da Estratégia - RAE em 27 de julho de 2020, na qual foi validado pelo Comitê Estratégico de Gestão Institucional do TJMG o plano de trabalho para a elaboração da Estratégia do TJMG para o ciclo 2021-2026.

    Leia a notícia:

    2ª Etapa

    Entre os dias 30 de setembro e 05 de outubro de 2020, a SEPLAG realizou uma consulta pública ampla, em conformidade com a resolução CNJ Nº°221/2016, que objetivou coletar opiniões e sugestões de magistrados, servidores, advogados, entidades de classe, sindicatos, membro de outros órgãos e cidadãos sobre aspectos internos e externos ao TJMG, identidade organizacional (missão, visão e valores) e sobre os macrodesafios do TJMG para o sexênio 2021-2026.

    Acesse:

    3ª Etapa

    Visando apoiar a Alta Direção do TJMG nas escolhas estratégicas, tornando-as menos subjetivas e mais substanciadas em dados e evidências, a SEPLAG, em conjunto com as áreas da Secretaria do TJMG, elaborou o Relatório Diagnóstico do TJMG, contendo:

    • informações sobre o perfil da Instituição,
    • o desempenho do TJMG nos principais indicadores relacionados tanto à prestação jurisdicional quanto às questões administrativas,
    • diretrizes nacionais atinentes à Estratégia Nacional do Poder Judiciárias, e
    • as percepções e sugestões obtidas por meio de processos participativos abrangentes e representativos.
       

    Acesse:

    4ª Etapa

    Entre 20 e 23 de outubro de 2020, a Seplag realizou processos participativos com Desembargadores, Juízes Auxiliares e diretores da Instituição, com o objetivo de apresentar o Relatório Diagnóstico do TJMG e os resultados obtidos na Consulta Pública 2021-2026 e, sobretudo, lapidar a proposta de Identidade Organizacional (missão, visão e valores) e de Macrodesafios do TJMG para 2021-2026, que seria apresentada ao Comitê Estratégico de Gestão Institucional.

    Leia a notícia:

    5ª Etapa

    Em 10 de novembro de 2020, o Comitê Estratégico de Gestão Institucional aprovou minuta de resolução do Planejamento Estratégico para o sexênio 2021-2026.

    Acesse:

    10/11/2020 - Comitê aprova Minuta de Resolução do Planejamento Estratégico

    PUBLICAÇÃO DE RESOLUÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO TJMG PARA 2021-2026

    Em 30 de novembro de 2020, após aprovação do Órgão Especial, foi publicada a Resolução nº 952/2020, que dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégicos, no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, para os anos de 2021 a 2026.

    6ª Etapa

    No primeiro trimestre de 2021, subsidiada pela Resolução nº 952/2020, a Seplag, em conjunto com as áreas da Secretaria do TJMG, definirá os indicadores e metas que irão compor o Painel estratégico do TJMG, bem como as iniciativas que irão compor o Quadro de Inciativas.

    O Painel Estratégico e o Quadro de Iniciativas, componentes do Planejamento Estratégico, serão disciplinados anualmente em Portaria Conjunta.

     

  • Atos Normativos

    Portaria Conjunta 1400/PR/2022

    Disciplina o Painel Estratégico e o Quadro de Iniciativas do ano de 2022, que compõem o Planejamento e a Gestão Estratégicos do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, ciclo 2021 a 2026.

    Portaria Conjunta 1198/PR/2021

    Disciplina o Painel Estratégico e o Quadro de Iniciativas do ano de 2021, que compõem o Planejamento e a Gestão Estratégicos do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, ciclo 2021 a 2026.

    Resolução 325/2020 - CNJ

    Dispõe sobre a Estratégia Nacional do Poder Judiciário para o sexênio 2021/2026.

    Resolução 952/2020

    Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégicos no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais para os anos de 2021 a 2026.

  • Missão, Visão e Valores

    Como forma de nortear a atuação do TJMG e de garantir a efetiva prestação jurisdicional, estabeleceu-se a Missão, Visão e Valores, compondo a identidade organizacional.

    Essa ferramenta possibilita que magistrados, servidores, colaboradores da justiça e cidadãos saibam quais são o propósito e a razão de existir; a declaração do futuro desejado e os princípios norteadores do TJMG, respectivamente.

     

    Titulo Missao.jpg
     

    Garantir, no âmbito de sua competência, a prestação jurisdicional eficiente, célere, inovadora e cooperativa, priorizada a adoção de soluções consensuais para os conflitos, de modo a constituir-se em instrumento efetivo de promoção dos direitos fundamentais e da paz social.

     

    Titulo Visao.jpg
     

    ser reconhecido como um Tribunal de Justiça íntegro, eficiente, inovador e transparente.

     

    Titulo Valores.jpg
    • acessibilidade
    • agilidade
    • austeridade econômica e responsabilidade socioambiental
    • cooperação
    • ética
    • imparcialidade
    • independência
    • inovação
    • transparência
    • valorização
    • inclusão e igualdade das pessoas
  • A metodologia do BSC traduz a missão e a estratégia da Instituição em objetivos e iniciativas, organizados segundo diferentes perspectivas. Esses “pontos de vista” representam os fatores chave para uma visão ampliada da organização.

    Cada perspectiva engloba um conjunto de objetivos estratégicos que representam as principais variáveis da organização. Essa organização proporciona aos gestores condições de planejar e controlar as ações estratégicas e ao mesmo tempo, retratam o que a organização pretende alcançar mediante o “olhar” de cada público de interesse como sociedade, clientes, processos internos e pessoas, assim como os principais desafios a serem enfrentados para o alcance da visão e o cumprimento da missão institucional.

     

    Perspectiva Sociedade

    Está voltada ao atendimento das expectativas da sociedade, e especialmente dos jurisdicionados, por meio da atuação institucional que promove o acesso à justiça e a garantia dos Direitos Fundamentais.

    Perspectivas Processos Internos

    Retratam os processos e procedimentos prioritários para os quais se busca a melhoria contínua e nos quais se deve concentrar os esforços a fim de maximizar os resultados da prestação jurisdicional, incluindo a atuação institucional com responsabilidade socioambiental e a governança judiciária.

    Perspectiva Aprendizagem e Crescimento

    Situa-se na base da gestão estratégica no setor público e demonstra como as pessoas capacitadas e motivadas utilizam os recursos orçamentários e tecnológicos para garantir a infraestrutura necessária ao funcionamento da Instituição e ao cumprimento dos objetivos estratégicos definidos. Diz respeito ao desenvolvimento das pessoas, à disponibilização e à utilização responsável dos recursos.

    Mapa Estratégico

    MapaEstrategico - WEB.png
  • O Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC) é um instrumento de planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade para um determinado período.

    Conforme art. 6º da Resolução nº 370/2021 do CNJ cada órgão deverá elaborar e manter o Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC), o qual deverá elencar as ações que estarão alinhadas ao Planejamento Estratégico Institucional, ao Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário e à Estratégia Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário.

    Acesse o PDTIC - TJMG 2021-2022.

     

  • Plano de Contratações de Soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação

    O Plano de Contratações de Soluções de TIC define o conjunto de contratações necessárias ao alcance dos objetivos estabelecidos nos planejamentos do órgão.

    Atendendo as determinações e princípios da Resolução nº 182/2013, do Conselho Nacional de Justiça, o plano deverá ser elaborado no exercício anterior ao de sua execução pela Área de Tecnologia da Informação e Comunicação, em harmonia com o Planejamento Estratégico Institucional (PEI)  e com o Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC)