Jovens vão até Museu da UFMG pelo Expresso Coinj


Institucional | 17.03.2017

Acompanhado de guia, grupo conheceu exposição de arqueologia, paleontologia e mineralogia


Renata CaldeiraCoinj Jardim BotânicoJovens da Casa de Refúgio Aconchego Céu, em Santa Luzia, visitam Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG

A previsão para a manhã de ontem, 16 de março, apontava sol com algumas nuvens. Com o mesmo clima de possibilidades, 13 crianças e adolescentes – de 3 a 13 anos – da Casa de Refúgio Aconchego Céu, em Santa Luzia, pegaram carona com o Expresso Coinj até o Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). A iniciativa leva jovens institucionalizados a eventos culturais e recreativos.

 

Mutuamba, cedro, ipê, cotieira, eucalipto, mangueira e baobá. Essas são algumas das espécies vegetais que os pequenos conheceram durante a caminhada de duas horas pela reserva florestal do museu. Eles também visitaram o setor de plantas medicinais, o jardim sensorial, o hotel para abelhas solitárias e o viveiro de mudas. À medida que a fauna e a flora ganhavam o cenário, a curiosidade deles também se expandia. “Uma das crianças, de 6 anos de idade, indagava sobre tudo. Quando o guia perguntou por que as plantas precisam de sol, ela logo respondeu que é para nascerem e crescerem”, conta, aos risos, Luzia Gonçalves, coordenadora do abrigo.

 

Próxima parada: exposição de arqueologia. Aqui, eles aprenderam conceitos básicos da área e a importância dos ancestrais da humanidade. Fazem parte do acervo do museu materiais em pedra polida, artefatos e peças de cerâmica, além de painéis com a reprodução de pinturas rupestres encontradas em diversas regiões de Minas Gerais.

 

A todo vapor, o Expresso Coinj foi até a exposição de paleontologia. Lá, essas crianças e adolescentes viram a mudança ocorrida na biodiversidade na Terra, desde seus primórdios até os dias atuais. “Eles estavam misturados em meio aos fósseis de dinossauros”, lembra a coordenadora. A mostra reconstitui animais que existiram antes da humanidade (como os dinossauros) e aqueles que conviveram com o homem primitivo, por exemplo, preguiças-gigantes e tigres dente-de-sabre.

 

No último destino, eles visitaram a exposição de mineralogia. A réplica de uma caverna, bem na entrada, faz com que os visitantes sejam transportados ao ambiente de uma caverna real: escuro, morcegos, aranhas e pinturas rupestres. Em seguida, eles foram apresentados ao mundo das rochas e dos minerais, os quais estão presentes no cotidiano. Por fim, os pequenos da Casa de Refúgio Aconchego Céu se depararam com a evolução da Terra ao longo de milhões de anos.

 

Quanto à iniciativa, a coordenadora enfatiza que conhecer esses lugares é fundamental para as crianças, inclusive no âmbito social e cognitivo. “Durante o passeio percebemos quem está bem desenvolvido com o estudo a partir das perguntas feitas pelos guias. Além disso, eles podem levar alguém próximo, o que os impede de ficarem fechados no mundo deles”, afirma.

 

De forma simples e concisa, Luzia exemplifica a essência da iniciativa: “Em 2012, dois adolescentes acolhidos pelo abrigo foram adotados. Eles participaram do passeio ao museu porque nós gostamos de manter contato. Um deles, uma menina de 14 anos, decidiu ali que vai ser bióloga. Ela sabia tudo o que era dito. E se encantava a cada palavra”.

 

Expresso Coinj

Desde dezembro de 2011, o Expresso Coinj oferece acesso a atividades culturais e recreativas a crianças e jovens. Os ingressos são doados por artistas, produtores e responsáveis pelos eventos. Até o ano passado, diversões variadas foram ofertadas a um público com faixa etária de 0 a 18 anos – quase 3.500 crianças e adolescentes de 50 unidades de acolhimento institucional participaram dos passeios.

 

O projeto se baseia no efeito benéfico da convivência social e do contato com a música, o teatro, o esporte, o meio ambiente, a pintura e outras expressões artísticas. O TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) promove os passeios por meio da Coinj (Coordenadoria da Infância e da Juventude), que trabalha em prol da inclusão social e cultural de meninos e meninas que se encontram em instituições de acolhimento.

 

Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG
(31) 3306-3920

imprensa@tjmg.jus.br
facebook.com/TJMGoficial/
twitter.com/tjmgoficial
flickr.com/tjmg_oficial

 


COMPARTILHAR:

Notícias Relacionadas




Rua Goiás, 229 - Centro - 30.190-925 - Belo Horizonte - MG - Brasil - TEL.: 31 3237-6100 © Copyright 1997-2013, Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais.