Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais

Presidente do TJ anuncia estudos para ampliar Centro de Reconhecimento de Paternidade

Para desembargador Nelson Missias, CRP é exemplo de absoluto sucesso


- Atualizado em

Em visita, na tarde de hoje, às instalações do Centro de Reconhecimento de Paternidade de Belo Horizonte, o presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, anunciou que vai designar uma comissão para estudo de viabilidade de expansão do CRP para outras comarcas de Minas Gerais.

Após visitar as instalações do CRP que funcionam no Fórum Lafayette, o presidente se reuniu, em seu gabinete, com a juíza coordenadora, Maria Luíza Rangel Pires, junto com os juízes auxiliares da presidência, Jair Francisco dos Santos e Rosimere das Graças Couto.  A juíza coordenadora fez um breve balanço sobre as atividades atuais e a forma de funcionamento e atuação da equipe multidisciplinar do CRP e principalmente sobre o impacto positivo do reconhecimento de paternidade para uma família e para a sociedade.

noticia1-CRP.jpg
Presidente do TJMG, Nelson Missias, em visita às instalações do CRP, onde conheceu o trabalho desenvolvido pela equipe da juíza Maria Luíza Rangel Pires

O presidente Nelson Missias destacou que acompanha o trabalho desenvolvido pelo CRP, que já existe há alguns anos, ligado à Vara de Registro Público da capital, e que nessa visita pôde constatar o extraordinário trabalho que o CRP vem realizando, com grande alcance social, o que enseja a necessidade de se ampliar o serviço para o restante do estado.  Ele se comprometeu a designar, ainda esta semana, um grupo de estudos para avaliar a viabilidade da expansão para outras comarcas.

noticia-CRP.jpg
Nelson Missias visitou o CRP e anunciou estudos para a ampliação do CRP para outras comarcas

 

De acordo com a avaliação do presidente, o CRP representa uma oportunidade de se desjudicializar essa importante demanda de uma parcela da sociedade, que ainda carece do reconhecimento da paternidade em seu registro. Para ele, a dignidade da pessoa humana pode se manifestar de várias formas e, para um indivíduo, conhecer o pai, a mãe e se sentir inserido em uma família é uma das formas mais contundentes.

Ele enfatizou que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais reconhece a necessidade de atuar para promover esse ato de cidadania. O trabalho realizado pelo CRP é um exemplo de absoluto sucesso nessa atuação.

A juíza Maria Luíza comemorou o anúncio de expansão, pois desde que assumiu a coordenação do CPR, reconheceu a beleza e o grande alcance social do projeto. Em sua avaliação, o CRP traz dignidade para a sociedade e, portanto, não pode ficar restrito à capital. Ela destacou a importância da iniciativa do presidente do TJMG em conhecer o CRP pessoalmente, acompanhando o atendimento às mães e às crianças, o que ela acredita aumentar o envolvimento com o projeto. 

Confira o vídeo sobre a visita ao CRP:

 

 

Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom

TJMG – Unidade Fórum Lafayette

(31) 3330-2123

ascomfor@tjmg.jus.br

facebook.com/TJMGoficial/

twitter.com/tjmgoficial

flickr.com/tjmg_oficial