Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais

Justiça em Questão comemora novidades e conquistas

Programa cresceu em 2017, ganhou espaço e ampliou alcance de veiculação


- Atualizado em
noticia-2-JQ.jpg
Cinegrafista e repórter trabalham juntos, planejando e executando as entrevistas

 

O cineasta norte-americano Woody Allen disse uma vez que 90% do sucesso se baseia simplesmente em insistir. No caminho há 12 anos, o programa Justiça em Questão (JQ) é produzido pela Assessoria de Comunicação Institucional do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), com qualidade de informação e criatividade, e tem guardado vitórias ao longo de sua história.

 

A pequena equipe de esforçados produtores, repórteres, editores e cinegrafistas mergulha diariamente tanto nas novidades quanto nos assuntos tradicionais do Judiciário mineiro, em busca de tudo o que pode ser de interesse do cidadão e, assim, aproximá-lo da instituição. Ana Paula Abreu, Augusto Brasil, Eduardo Júnior, Isabela Monteiro, Jessica Hissa, Júlia Maia e Silvana Monteiro, sob a coordenação de Flávia Van der Maas, são os responsáveis pelo fôlego e pela criatividade semanal. O núcleo de TV conta com o suporte, ainda, de três profissionais de uma empresa contratada por licitação: um editor, Wilson Reynaud, e dois cinegrafistas: Alex Ferreira e Ronan Higor.

noticia-1-JQ.jpg
A edição do programa é feita por Jéssica Hissa

O objetivo do programa é divulgar as ações do Poder Judiciário, mostrar detalhes sobre a estrutura, os projetos e o funcionamento do TJMG e também “conversar” com a população e esclarecer sobre seus direitos e deveres sob a ótica da Justiça. Dessa forma, o JQ contribui efetivamente para o princípio da transparência nas instituições públicas, exigido na Constituição de 1988.

 

Novidades de 2017

 

O último ano somou grandes novidades ao programa. Logotipo, vinheta e cenário novos trouxeram a ideia de modernidade e interatividade. Os quadros ficaram mais dinâmicos e o vestuário, mais leve.

 

Mas a maior novidade foi a parceria com a Rede Minas de Televisão. O programa passou a ser produzido em alta definição (HD) e transmitido na emissora, desde novembro, nos sábados às 8h e domingos às 12h30. Veja matéria.

 

O presidente do TJMG, desembargador Herbert Carneiro, afirma que o convênio é extremamente importante para o Tribunal de Justiça, que adquiriu um importante canal de comunicação para divulgar suas iniciativas institucionais e julgamentos relevantes, além de se aproximar do cidadão.

 

Para o gerente de programação e produção da Rede Minas, Chico de Paula, os temas que envolvem a justiça parecem árduos, mas são tratados de forma leve, criativa e acessível a qualquer telespectador. “A vinda do Justiça em Questão é um momento feliz, é a solidificação do benéfico encontro das duas instituições, que devem se manter em diálogo em prol de uma comunicação aberta com a população”, acrescenta.

 

Atualmente, o Justiça em Questão conta com matérias e quadros, diversificados por edição. Além das reportagens, são produzidos o ABC do Judiciário, o Aulão de Direito, o Giro de Decisões, o Mapa das Comarcas, o Conheça seus Direitos e o Rostos da Justiça.

 

noticia-JQ.jpg
Augusto (cinegrafista), Isabela (produtora), Jessica (editora), Júlia (produtora), Silvana Monteiro (repórter), Cláudia (coordenadora em substituição) e Eduardo (apresentador)

Nas redes sociais

O programa tem um canal no YouTube, há exatos oito anos, com mais de 4 mil inscritos e mais de 5,7 milhões de visualizações. Na rede social, 7% da audiência é de outros países: Estados Unidos (1,3%), Portugal (1%), Angola (0,8%), México (0,5%), Japão (0,4%), Argentina (0,2%), Moçambique (0,2%), Espanha (0,2%), França (0,2%), Reino Unido (0,2%), Itália (0,2%).

 

Na página do TJMG do Facebook, o Justiça em Questão coleciona números positivos. Nos últimos 28 dias, os 14 vídeos do JQ publicados na fanpage foram visualizados 25,4 mil vezes. Em conjunto, eles alcançaram mais de 60 mil pessoas e foram compartilhados 332 vezes.

 

Dois deles merecem destaque. A matéria sobre audiência de custódia, publicada no último domingo, 7 de janeiro, alcançou mais de 13 mil pessoas, foi compartilhada 59 vezes e recebeu quase 300 comentários. Já a reportagem sobre adoção foi postada no dia 21 de dezembro e atingiu mais de 24 mil pessoas. Ela foi compartilhada 165 vezes e suscitou 725 comentários.

 

Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG

(31) 3306-3920

imprensa@tjmg.jus.br

facebook.com/TJMGoficial/

twitter.com/tjmgoficial

flickr.com/tjmg_oficial